InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin


Bienvenue à Académie Artistique de Monaco. Imagine-se realizando o maior sonho de sua vida, estudando artes numa das Academias mais conceituadas do planeta. A Academia Artística de Monaco lhe oferece os melhores cursos, com os melhores professores e ainda coloca à sua disposição os materiais mais modernos. Torne-se um músico, um pintor, um dançarino, um escritor ou um ator e deixe seus sentimentos e emoções fluirem através de sua arte. Bienvenue à l'Académie d'Art Monaco.



//REGRAS GERAIS
//GUIA DO PRINCIPIANTE
//A TRAMA
//MATRÍCULAS
//AVATARES



•Estamos em 1985. Dia 8 de Setembro, um Sábado de uma noite estrelada, céu sem nuvens e a lua cheia e iluminada. Hoje é o dia onde os alunos estão ansiosos para irem ao tão esperado Baile de Mascaras, onde estará ocorrendo no magnífico e decorado Salão de Festas. As temperaturas continuam amenas, mas um vento frio dá a sensação de um inverno gélido.



















Para tornar-se parceiro do AAM, logue na conta TeamPlay com a senha tp1234 e deixe uma MP para Soleil com as informações do seu RPG.

theSTARTINGline London Paradise name Evolution RPG Imperius RPG Marauders Orbis Non Sufficit



Todo o conteúdo do Fórum foi criado pela a Equipe. Gráficos criados por Monaco. Imagens retiradas de DeviantART, Google, Photobucket. Brushes retirados de Brusheezy! Agradecimentos ao Photobucket, hospedeiro de todas as imagens do fórum.


Compartilhe | 
 

 Williams; anna rose

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Anna Williams
Pintura - 1º ano


Player : Piih
Mensagens : 3
Data de inscrição : 15/09/2009

MensagemAssunto: Williams; anna rose   Ter Set 15, 2009 6:29 pm


player
Nome do Player: Piih
Idade: 14
Cidade: Lisboa
País: Portugal
Já participaste em outros RPG? Já. Em vários.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


a sua criação


Caractère
Nome Completo do Personagem: Anna Rose Williams
Idade: 18
Data de Nascimento: 31/08/1967
Nacionalidade: Inglesa
Qualidades & Defeitos: O seu principal defeito é não fazer qualquer esforço para conviver. Ela pensa que, se alguém quiser falar com ela tudo bem, se não quiseram, melhor para eles e não vai ser ela que irá falar com eles. Suas qualidades são: Inteligencia, é uma ótima observadora e ouvinte, e tem um excelente sentido de humor, tendo sempre alguma observação sarcástica a fazer. É também muito sonhadora.
Photoplayer/Avatar: Maggie Gyllenhaal


Famille
Nome do Pai: James Williams
Nome da Mãe: Lindsey Rose Williams
Irmãos: ---
Outros parentes: ---


École
Ano na AAM: 1º Ano
Curso: Pintura



Qualificaté
• Criatividade 4
• Inteligência 4
• Agilidade 3
• Destreza 3
• Lógica 4


História
narrado por Anna
Acreditem, falar sobre mim nunca foi um dos meus passatempos. Mas vamos lá.
Nasci em 1967, numa pequena cidade perto de Londres. Não me recordo muito bem da minha infância, mas sei que não brincava muito. Sempre preferi ficar no jardim, sozinha. Também me lembro de muitas outras coisas. Sei por exemplo, que era muito feliz. Sempre fui. Era amada pela minha família, e mesmo que o resto do mundo me considerasse estranha, sempre tive a minha família, e só eles é que importavam. Os meus pais não eram muito ricos, mas tinhamos uma casinha feliz com um grande jardim onde eu adorava ficar. Não tive irmãos, e nunca me preocupei muito com isso. O resto da minha familia, tios, avôs, avós e primos nunca se preocuparam muito comigo, mas ouvia-os a dizer aos meus pais que eu não era uma criança normal.
Só quando fui para a escola é que descobri porque é que eu não era normal. Todas as outras crianças passavam o dia a brincar uns com os outros, ou a chorar por coisas que eu não compreendia. E eu, eu não brincava. Não gostava de brincar, nem de chamar a atenção. Nem sequer chorava. Foi também aí que eu percebi que se ser normal era ser como todas aquelas crianças barulhentas, então eu gostava de ser estranha.

Ao longo dos anos, fui ganhando várias paixões. Passei a ir para o jardim para me sentar à sombra de uma árvore a desenhar. Nunca desenhei nada de que me orgulhasse, na verdade, os meus desenhos até eram bastante maus. Mas eu não me importava, amava desenhar, e sempre soube que queria fazer disso a minha carreira. Depois passei cada vez mais tempo no jardim a desenhar. E melhorava bastante, de dia para dia melhorava. Notava-se de longe que os meus pais começavam a preocupar-se com a minha falta de socialização. Até os ouvi a discutir sobre se eu devia ou não ir ao médico. A minha mãe defendia-me. Ela dizia que eu era mesmo assim, e que as crianças não precisavam de ser todas iguais. O meu pai dizia que mesmo não sendo iguais, todas as crianças precisavam de ter amigos. Eu tinha 10 anos nessa altura, e não percebia qual o propósito de ter amigos. Para termos um amigo era preciso gostarmos de alguém, e como ninguém gostava de mim, eu não tinha amigos. Era tão simples quanto isso. Eu não me importava que os meus colegas não gostassem de mim. Então eu parei de escutar à porta a discussão deles, entrei na sala onde eles estavam a falar, e disse-lhes:
- Médicos são para as pessoas doentes. Eu não estou doente. Estou bem, não preciso de amigos. Tenho-vos a vocês, não é mesmo?
Os meus pais pararam logo de falar, e olharam com um ar bastante preocupado para mim, mas não disseram mais nada.

Só aos 14 anos é que eu descobri a resposta a uma das perguntas que me intrigava. Sempre me perguntei porque eu seria tão diferente dos meus pais, tanto em personalidade, como em aparência. Não era algo com que eu me preocupasse muito, mas tinha curiousidade em saber porquê. A resposta não foi a que eu esperava. Com uma voz débil e triste, os meus pais contaram-me que eu tinha sido adoptada, porque eles não podiam ter filhos. Eu fiquei paralisada enquanto ouvia. E só me ocorreu uma coisa para dizer:
- Gostam de mim como se eu fosse vossa filha, certo? Então ok.
As expressões deles variaram muito. Primeiro, ficaram surpreendidos, depois a minha mãe esboçou um sorriso, enquanto o meu pai estava com uma expressão preocupada.
- Claro que sim, querida. - disse a minha mãe.

Depois disso, fechei-me sobre mim mesma mais um pouco. A devoção que eu dedicava aos meus pais não mudara, mas tudo aquilo ensinou-me que não se pode confiar muito em alguém até se descobrir se esse alguém está a falar a verdade e somente a verdade. Finalmente, quando fiz 18 anos, os meus pais conseguiram com que eu entrasse exatamente na universidade que eu pretendia. A Academia Artística do Monaco. Sabia que não iria ser fácil estár tão longe dos meus pais, mas o desejo de seguir a minha paixão era maior. Então hoje aqui estou eu, como sempre a passar despercebida aos olhos da maioria das pessoas, mas pelo menos estava a fazer o que mais adorava, desenhar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lillè
Equipe


Player : Suzan
Mensagens : 71
Data de inscrição : 09/07/2009

MensagemAssunto: Re: Williams; anna rose   Qui Set 17, 2009 12:41 am

Avatar liberado, Atributos corretos, e uma história um tanto intrigante mas interessante!

Enfim, sua ficha está liberada, Srta. Williams!

Seja Bem-Vinda ao AAM!

Aguarde a liberação.

Att.
Lillè
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Williams; anna rose
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [US] Avril Lavigne - The Wendy Williams Show
» Anna - Alexis - Jean - Luka
» Oiiiii *u*
» Novo no acampamento
» Bruxos da Era Potter

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Académie Artistique de Monaco :: Principais :: Matrículas :: Fichas Fechadas :: Pintores-
Ir para: